AD Vera Cruz Logo  
 
Facebook   Twitter   Youtube
 
Logo Ad Vera Cruz

INICIO
IGREJA
ASSISTA
FOTOS
VÍDEOS
ESTUDOS
NOVIDADES
AGENDA
entre em contato
  Igreja      
AD Vera CruzQuem Somos!!!

 Igreja Evangélica Assembléia de Deus Jardim Vera Cruz, hoje dirigida pelo Pastor Daniel Gustavo Sousa Tavares, casado com Andrea Villas Teles Tavares, pai de Pedro Daniel e Benjamim, pertence ao Ministério das Assembléia de Deus em Franca, tendo como  Presidente o Pastor Isaac Vicente Ribeiro.

        Nossa missão principal é obedecer ao IDE de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo (Mc 16.15), e pregar o Evangelho a toda a criatura. Somos fruto de missões e, conseqüentemente, temos como prioritária as atividades missionárias, espalhando a semente de salvação por todo o mundo.

       Vivendo em meio a uma sociedade que despreza os valores morais e éticos, defendemos e vivenciamos os princípios absolutos da Palavra de Deus. Temos a Bíblia Sagrada como única regra de fé e governo, seguindo suas doutrinas e orientações quanto um viver santo e isento da corrupção do mundo. Vivemos para prestar culto ao Deus único, criador dos céus e da terra, para difundir as doutrinas pentecostais neotestamentárias, promover o desenvolvimento espiritual de nossos membros e ensinar a Palavra de Deus.

Da Bíblia Sagrada, extraímos nossa Declaração de Fé que consiste de 14 temas doutrinários, sendo este o nosso CREDO:

CREDO (lat. credo ou credere, significando literalmente “Creio”) - O Credo é uma exposição resumida das doutrinas bíblicas. No século III d.C., devido aos erros acerca da Cristologia e da Divindade, houve a necessidade de que a Igreja declarasse de forma unívoca e universal a sua fé. Dessa busca pela refutação às heresias surgiu o “Credo Apostólico”, chamado assim não porque fora elaborado pelos apóstolos, mas porque sua natureza e conteúdo doutrinário eram fiéis à doutrina dos apóstolos (Ef 2.20).

O Credo da Assembléia de Deus é composto por 14 princípios de fé, os quais norteiam a nossa doutrina:

Cremos...

1. Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).

2. Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão (2 Tm 3.14-17).

3. Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus (Is 7.14; Rm 8.34 e At 1.9).

4. Na pecaminosidade do homem que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurá-lo a Deus (Rm 3.23 e At 3.19).

5. Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus (Jo 3.3-8).

6. No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor (At 10.43; Rm 10.13; 3.24-26 e Hb 7.25; 5.9).

7. No batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo (Mt 28.19; Rm 6.1-6 e Cl 2.12).

8. Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo (Hb 9.14 e 1 Pe 1.15).

9. No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidência inicial de falar em outras línguas, conforme a sua vontade (At 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7).

10. Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade (1 Co 12.1-12).

11. Na Segunda Vinda premilenial de Cristo, em duas fases distintas. Primeira - invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja fiel da terra, antes da Grande Tribulação; segunda - visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1 Ts 4.16. 17; 1 Co 15.51-54; Ap 20.4; Zc 14.5 e Jd 14).

12. Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo, para receber recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na terra (2 Co 5.10).

13. No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis (Ap 20.11-15).

14. E na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tristeza e tormento para os infiéis (Mt 25.46).

 

PastoralPALAVRA PASTORAL

Palavra pastoral:

 

É com muita alegria e satisfação que celebramos a inauguração de mais um veículo de propagação do Evangelho de Cristo.

 

Este site faz parte de um desejo de nosso coração, com intuito de ensinar a palavra de Deus, propagar o evangelho e anunciar a vinda do Senhor.

 

Pretendemos, ainda, esclarecer aqueles que não conheçam a nossa fé, a possibilidade de poder nos conhecer, nos compreender e entender porque temos uma forma de celebração que destoa dos procedimentos convencionais.

 

O nosso culto a Deus, como denominamos nossas reuniões eclesiásticas, são verdadeiras formas bíblicas de prestar a nossa adoração aquele que nos remiu dos pecados e nos comprou pelo seu infinito amor.

 

Quando estamos em nossas congregações, reportamos a nossa permanência em tais locais como se vivêssemos os preceitos bíblicos instituídos como era feito pelo povo hebreu quando adoravam a Deus em Sião.

 

As nossas igrejas, representam para nós muito mais do que prédios construídos por mãos humanas, muito mais do que edificações adornadas sendo elas suntuosas ou não. Elas representam a nossa Sião.

 

Esta é uma verdade tão arraigada em nós, que o nosso hinário cristão, traz logo em seu segundo hino (saudosa lembrança), um cântico de exaltação a Sião, fazendo um paralelo entre a vida terrena e a vida vindoura com Cristo.

 

Com isto, quero aproveitar este espaço para esclarecer e elucidar em algumas palavras, qual é a verdadeira importância de irmos aos cultos, ou seja, de irmos até a nossa Sião.

 

A bíblia traz 153 menções sobre Sião. Em seu contexto histórico, Sião é conhecido como o monte da celebração em Jerusalém.

 

Sião geograficamente era o monte mais alto, inicialmente era o monte dos jebuseus (js 15.63), sendo que dantes, esta terra pertencia aos cananeus.

 

Este território foi dado a tribo de Benjamim como herança (js 18.28), mas os jebuseus só perderam em definitivo a posse de tal território no tempo de Davi. Por isto Sião ficou conhecido como a cidade de Davi.

 

Seu nome significa monte ensolarado, fortaleza, o mais elevado, imponente, torre, sendo que na atualidade este monte Sião e conhecido por monte hermon.

A época de Davi, segundo as menções feitas pelos profetas, Sião passou a ter duas representações, uma política e outra religiosa.

 

Uma política porque era a cidade do rei Davi, por conseguinte era a sede do seu governo, a outra religiosa, porque ficou conhecida como a cidade do tabernáculo de Davi. Pois foi em Sião que se institui os louvores no templo.

 

Assim, temos por precisão que Sião traz algumas representatividades ao povo de Deus, razão pela qual temos as nossas congregações como Sião atuais.

 

Desta feita, Sião nos representa:

Lugar aonde o Senhor habita (sl 9.11 - cantai louvores ao Senhor, que habita em Sião; anunciai entre os povos os seus feitos.)

Lugar da salvação – (sl 14.7 - oh, se de Sião tivera já vindo a redenção de Israel! Quando o Senhor fizer voltar os cativos do seu povo, se regozijará Jacó e se alegrará israel.)

Lugar aonde o povo de Deus é fortalecido (sl 20.2 - envie-te socorro desde o seu santuário, e te sustenha desde Sião. Sl 84.7 - vão indo de força em força; cada um deles em Sião aparece perante Deus)

Lugar da alegria (sl 48.2 - formoso de sítio, e alegria de toda a terra é o monte Sião sobre os lados do norte, a cidade do grande rei)

Lugar aonde a beleza de Deus resplandece (sl 50.2 - desde Sião, a perfeição da formosura, resplandeceu Deus)

Lugar onde o Senhor é louvado (sl 65.1 - a ti, ó Deus, espera o louvor em Sião, e a ti se pagará o voto.)

Lugar escolhido por Deus (sl 78.68 - antes elegeu a tribo de Judá; o monte Sião, que ele amava.)

Lugar mais amado (sl 87.1-2 - o seu fundamento está nos montes santos. O Senhor ama as portas de Sião, mais do que todas as habitações de Jacó. Coisas gloriosas se dizem de ti, ó cidade de Deus.

Lugar onde Deus manifestará sua gloria (sl 102.13,16 - tu te levantarás e terás piedade de Sião; pois o tempo de te compadeceres dela, o tempo determinado, já chegou. Quando o Senhor edificar a Sião, aparecerá na sua glória.)

Lugar onde o nome do Senhor é anunciado (sl 102.21 - para anunciarem o nome do Senhor em Sião, e o seu louvor em Jerusalém)

Lugar onde a palavra de Deus é ensinada – (Is 2.1-3 - palavra que viu Isaías, filho de Amós, a respeito de Judá e de Jerusalém. E acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor no cume dos montes, e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações. E irão muitos povos, e dirão: vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor.

Miquéias 4.1,2 - mas nos últimos dias acontecerá que o monte da casa do Senhor será estabelecido no cume dos montes, e se elevará sobre os outeiros, e a ele afluirão os povos. E irão muitas nações, e dirão: vinde, e subamos ao monte do Senhor, e casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos pelas suas veredas; porque de sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor.

Lugar de gritos, cânticos e consolo – is 12,6 - exulta e jubila, ó habitante de Sião, porque grande é o santo de Israel no meio de ti.

Is 51.11 - assim voltarão os resgatados do Senhor, e virão a Sião com júbilo, e perpétua alegria haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, a tristeza e o gemido fugirão.

Lugar onde o pecado e o ímpio tremem (Is 33.14 - os pecadores de Sião se assombraram, o tremor surpreendeu os hipócritas. Quem dentre nós habitará com o fogo consumidor? Quem dentre nós habitará com as labaredas eternas?)

Lugar onde foi colocada a pedra angular – (Is 28.16 - portanto assim diz o Senhor Deus: eis que eu assentei em sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada; aquele que crer não se apresse.

Lugar onde Deus tem um remanescente fiel (Is 37.31-32 - porque de jerusalém sairá o restante, e do monte de sião os que escaparem; o zelo do Senhor dos exércitos fará isto.)

Lugar aonde a nuvem de gloria está sobre os que ali se reunirem – (Is 4.5,6 - e criará o senhor sobre todo o lugar do monte de sião, e sobre as suas assembléias, uma nuvem de dia e uma fumaça, e um resplendor de fogo flamejante de noite; porque sobre toda a glória haverá proteção. E haverá um tabernáculo para sombra contra o calor do dia; e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e a chuva)

 

Por isso, amigos e irmãos, deixo aqui um convite sincero, faça como prediz o salmista (sl 48.12: rodeai sião, e cercai-a, contai as suas torres), será um prazer em Cristo Jesus, poder contar com a tua presença em nossa Sião terrena.

 

Que a graça e a paz do Senhor sejam com todos.

 

Pr. Daniel Tavares.

 

asd
A Igreja Assista Fotos Vídeos Estudos Novidades Agenda Contato  
AD Vera Cruz Logo2
 
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
End.: Rua Antônio Durigan, 1011
Jd. Vera Cruz II / Franca - SP
Fone: (16) 3722-XXXX
Curta, Compartilhe!
Facebook Twitter Youtube
AD Vera Cruz Logo2
Flag Brasil